O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança para Condomínios  > O que levar em conta na contratação de empresas para terceirização em condomínios?
terceirização em condomínios

O que levar em conta na contratação de empresas para terceirização em condomínios?

A terceirização em condomínios apresenta diversos benefícios, porém, requer profissionalismo e alta qualidade da empresa contratada.

Terceirizar a mão de obra em condomínios, tanto residenciais quanto comerciais, é uma prática comum já há alguns anos. As opções para a contratante vão desde serviços de portaria a zeladoria, quanto jardinagem, vigilância e serviços gerais de manutenção.

Porém, com a nova lei, recentemente sancionada pelo presidente, a terceirização ganhou mais espaço na mídia, e com isso a atenção da população.

Por conta disso, mesmo com pouca interferência no dia a dia dos condomínios, uma revisão das questões que rodeiam a terceirização destes serviços é importante para o momento, visando assegurar boas práticas e resguardar os benefícios para os contratantes.

25 falhas comuns para comprovar que você não está seguro

Recomendações importantes aos síndicos e gestores sobre a terceirização em condomínios

Os benefícios da prática para os condomínios

A terceirização em condomínios é uma prática comum e vista com bons olhos por síndicos e gestores. A contratação destes serviços, quando bem feita, facilita as rotinas e otimiza as tarefas, gerando um melhor custo benefício ao condomínio.

Uma das principais vantagens de terceirizar a mão de obra, em especial de serviços de zeladoria, segurança e limpeza, está no controle do absenteísmo.Uma vez que, a empresa contratada é responsável por assegurar a reposição do profissional no caso de faltas.

Outro grande benefício está na qualificação da mão de obra.

Empresas que terceirizam esses serviços, e zelam por uma boa imagem, reúnem um quadro de colaboradores devidamente treinado para as funções que exercem, passam por reciclagens periódicas e oferecem suporte de maquinários e produtos específicos, como por exemplo, materiais de limpeza de uso profissional.

Empresas idôneas e habilitadas para a prática, asseguram em contrato, e fazem valer estas normativas na prática. Por isso é muito importante ficar atento aos antecedentes e a todo histórico de atuação da empresa antes da contratação.

Os cuidados fundamentais na terceirização em condomínios

Para que os condomínios possam assegurar a alta qualidade na contratação destes serviços, alguns cuidados são essenciais. A começar por uma boa análise da empresa contratada.

É importante que o síndico consulte os antecedentes da empresa, busque conhecer os clientes e nunca escolha uma empresa pelo menor preço.

Valores muito abaixo do mercado pode gerar problemas no futuro, uma vez que podem mascarar a mão de obra de baixa qualidade, problemas legais de ordem trabalhista, baixos salários e a alta rotatividade.

É recomendado ainda que o condomínio exija que a empresa terceirizada demonstre estar em dia com as obrigações trabalhistas, ou seja, comprove por meio de documentos o recolhimento de INSS, de FGTS e as folhas de pagamento, além é claro, das determinações que ficarem especificadas nas Convenções Coletivas de Trabalho.

Neste cenário, síndicos e o condomínio também têm seus deveres

Neste ambiente também cabe aos síndicos zelar por uma boa equipe, mostrar-se sempre presente, avaliando e dando o suporte ao funcionário que a prestadora de serviços disponibiliza para cada função em seu condomínio.

Porém, vale lembrar que, o poder diretivo e a subordinação pertencem, única e exclusivamente a empresa contratada. Por isso, cabe ao síndico, até para evitar problemas trabalhistas, que estas funções sejam todas transferidas a quem lhes cabe – às empresas terceirizadas.

Por outro lado, cabe ao condomínio oferecer uma estrutura adequada e confortável ao trabalho, mantendo relações saudáveis que trarão benefícios mútuos.

O que muda para o condomínio contratante com a nova lei

Para os condomínios, as funções comumente terceirizadas e já citadas neste artigo, como portaria, limpeza, manutenção, zeladoria entre outras, já eram permitidas e regidas pela Súmula 331, do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Na prática, a nova Lei não altera a realidade já vivenciada nos condomínios. Entretanto, o suporte de uma legislação específica para a terceirização no Brasil deve trazer maior segurança aos contratos.

Continua valendo portanto, a corresponsabilidade em ações trabalhistas. Uma vez que, fica a encargo da empresa terceirizada os prejuízos com estes danos, porém se a empresa não tiver como arcar estas despesas, o condomínio pode vir a ser acionado e poderá ter bens penhorados pela Justiça para o pagamento da causa trabalhista.

A importância de escolhas bem feitas na terceirização em condomínios

Apesar de não representarem mudanças, a lei traz à tona, questões relevantes a serem avaliadas na terceirização em condomínio.

Além de um maior respaldo legal, ela reforça que a escolha dos parceiros certos pode trazer inúmeros benefícios ao condomínio, mas que, contratações mal sucedidas, sem análise prévia da idoneidade da empresa terceirizada, podem também afetar o andamento das atividades e a imagem do próprio condomínio. Em especial por conta da responsabilidade subsidiária.

Portanto, fique esperto e seja criterioso com a terceirização em condomínios. O bem estar dos moradores e a eficiência dos trabalhos dependem de escolhas bem feitas, feitas por você.