O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança  > Quatro barreiras que aumentam a segurança da propriedade rural
Segurança da propriedade rural

Quatro barreiras que aumentam a segurança da propriedade rural

Donos de propriedades rurais sofrem com a constante ameaça de furtos e assaltos, tanto por simples ladrões quanto por quadrilhas organizadas atuando em busca de animais, maquinários, insumos e objetos valiosos. Você convive com este medo? Saiba como aumentar sua proteção.

Cães e gansos já não são mais eficientes para afugentar bandidos. A segurança da propriedade rural exige muito mais do que isso nos dias de hoje.

A adequação do espaço com o objetivo de melhorar os níveis de proteção envolve tanto mudanças na estrutura quanto no comportamento de todas as pessoas envolvidas, do proprietário e sua família até os colaboradores e vizinhos.

O que se espera hoje das comunidades rurais é que elas criem uma cultura de prevenção, com medidas simples de segurança aliadas à tecnologia disponível.

Sim, a mesma tecnologia utilizada para o aumento da produção, com máquinas e equipamentos cada vez mais modernos, agora também é necessária e muito bem-vinda na manutenção da segurança e tranquilidade da população do meio rural.

Aliás, a prevenção da criminalidade, segundo as autoridades policiais, não é apenas um direito seu. É também uma obrigação. Quem não previne o crime, de certa forma colabora com ele.

Você já deve tomar muitas medidas de segurança em sua chácara, sítio ou fazenda, mas será que está fazendo isso do jeito certo?

Confira abaixo nossas dicas de como cuidar da segurança da propriedade rural atendendo a todos os pontos necessários, sem deixar nenhuma brecha para invasores.

Segurança perimetral da propriedade rural

Você já ouviu falar em segurança perimetral? É uma técnica que visa criar barreiras de proteção em torno de um local. Cada barreira oferece um nível diferente de proteção, reforçando as demais.

Geralmente esse método é aplicado na segurança de indústrias, mas ela também se adequa perfeitamente como solução para as necessidades de segurança da propriedade rural. Quer ver?

Primeira barreira: a rua

Quem cresceu em contato com o meio rural sabe o quanto a comunidade é importante. A convivência próxima faz com que todos se sintam pertencentes e que vejam todo o território como seu.

Isso faz com que todos cuidem de sua manutenção e, claro, também contribuam para a segurança da propriedade rural de cada membro da comunidade.

E por isso que você deve conhecer e manter contato com os seus vizinhos. E é dever de todos informar as autoridades sobre a presença de suspeitos ou invasores.

Realizar reuniões periódicas também é uma ótima maneira de manter os laços de confiança e cuidado mútuo. Aproveite estes momentos para conversar sobre ações de proteção. Que tal, por exemplo, criar um conselho comunitário de segurança? 

Em conjunto, vocês podem discutir e deliberar sobre:

  • estratégias de segurança;
  • sistemas de alarme e câmeras;
  • contato com a polícia e com uma central de monitoramento;
  • orientações sobre sistemas de segurança utilizados nas propriedades;
  • orientação de funcionários sobre a cautela necessária com as informações.

Unida a comunidade também tem mais força para cobrar medidas de órgãos competentes, como sinalização nas estradas, iluminação pública de qualidade, recolhimento de lixo, etc.

O que recolhimento de lixo tem a ver com segurança? Tudo! Criminosos preferem agir em locais com aspecto de abandono, por motivos óbvios.

Segunda barreira: os limites da propriedade

A proteção mais óbvia neste caso é a construção de uma cerca de altura suficiente para evitar a entrada de invasores.

Lembre-se que o cercado não não pode ser construído muito perto da casa. A explicação é que uma boa distância obriga o invasor a se expor caso consiga ultrapassar a barreira.

Outro cuidado é manter apenas uma entrada para sua residência, de preferência monitorada por circuito fechado de TV.

Você cria animais? Não deixe o rebanho perto das cercas que fazem limite com estradas, principalmente à noite. Mantenha cadeados nas porteiras e marque os animais.

Os veículos também merecem atenção especial. eles devem ser mantidos em garagens fechadas e bem iluminadas. E coloque todos no seguro! Travas e alarmes com corte de combustível também são recomendados. E, se puder, instale rastreadores nas máquinas mais caras.

Quanto maior a visibilidade do local, mais dificuldade para a atuação dos delinquentes. Por isso evite:

  • cercas vivas;
  • paredões verdes;
  • muros opacos;
  • falta de iluminação.

Instale iluminação com sensor de presença por toda a sua propriedade, eliminando sombras que possam servir de esconderijo. Proteja os sistemas de iluminação com grades ou telas para evitar depredação.

E não se esqueça de instalar iluminação de emergência para casos de queda de energia.

Terceira barreira: proximidades da residência

Se a sua propriedade for bastante extensa, e a residência ficar muito distante da entrada, o ideal é ter uma casa com meio de comunicação mais próxima à porteira, funcionando como uma espécie de portaria.

A partir dela será possível controlar a entrada e saída de visitantes e funcionários. Um dos fundamentos da segurança da propriedade rural é manter o menor número possível de acessos.

No entorno da residência, mantenha um equipamento de gravação. As câmeras devem estar bem posicionadas, proporcionando visão ampla de pontos estratégicos.

Também é importante contar com um sistema de alarmes, preferencialmente conectados a uma central de monitoramento. Manter os vizinhos cientes também é de grande valia. Eles ficarão atentos e ajudarão em caso de necessidade, chamando a polícia.

Mas é importante tomar sempre alguns cuidados:

  • A manutenção deve ser feita constantemente.
  • Evite alarmes falsos para não colocar o sistema em descrédito.
  • Prefira alarmes acionados por sensores de presença.

Quarta barreira: interior da residência

Chegamos ao ponto mais fraco, que a esta altura já está bem protegido, mas ainda requer medidas extras de segurança.

Fique atento às portas e janelas, instalando fechaduras resistentes, reforçadas e de boa qualidade. Também é interessante que as portas externas contem com olho mágico.

Uma dica que parece óbvia, mas muitos ainda cometem esse erro: as dobradiças devem ficar sempre para o lado de dentro, para que a porta não possa ser retirada pelo lado de fora.

Quanto à janelas, todas devem possuir grades ou telas e contar com cadeados e trancas internas.

Além dessas dicas, temos também algumas relacionadas ao objetivo maior dos delinquentes – dinheiro:

  • Não guarde dinheiro embaixo do colchão, no guarda-roupa ou no forro da casa. Todos estes esconderijos já são conhecidos pelos ladrões.
  • Em seus negócios, prefira utilizar cartões de crédito e débito.
  • Ao lidar com dinheiro vivo, deposite em seu banco o mais rápido possível.
  • Seja discreto quando o assunto for dinheiro, pois muitos assaltos na zona rural são encabeçados pelos próprios funcionários da propriedade.

Proteja-se, mas seja prudente

Todas as autoridades de segurança concordam em um ponto. Apesar de todos entenderem a necessidade especial de segurança em áreas rurais, e o isolamento que dificulta a ação rápida da polícia, é consenso que não se deve manter armas em propriedades.

Armas podem ser mais um motivo para atrair criminosos, que invadirão sua propriedade em busca delas.

Além disso, existe a grande possibilidade delas serem usadas contra os próprios donos.

Se você possui algum tipo de arma e munição, que deve necessariamente ser legalizada, guarde-a em local seguro, travada e descarregada.

E caso você não tenha tomado todas as medidas de segurança recomendadas, ou tenha havido alguma falha que resultou em invasão, mantenha o controle.

Nessas situações é importante contar com um plano pré-elaborado, contando com a colaboração de todos nas ações que devem ser tomadas.

Para saber mais sobre quais medidas devem ser tomadas na segurança da propriedade rural, entre em contato com o Grupo Segura e solicite mais informações.