O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança Eletrônica  > O serviço de monitoramento das rondas virtuais é eficiente?
rondas virtuais

O serviço de monitoramento das rondas virtuais é eficiente?

A segurança patrimonial adquire novos recursos a todo o momento, diminui a necessidade da interferência e do esforço humano e aumenta a acuracidade da informação. Um bom sistema de segurança significa aproveitar os artifícios disponíveis de forma a aperfeiçoar processos e garantir maior tranquilidade enquanto a máquina realiza seu trabalho

Segurança e tecnologia sempre andaram de mãos dadas, e o uso de soluções como as rondas virtuais tornaram-se frequentes.

Mas o mundo não para e os avanços tecnológicos caminham ainda mais rápido.

A tecnologia da inteligência artificial vem transformando negócios e seus processos. Graças a ela, pode-se dedicar mais atenção aos pontos fortes já existentes dentro das empresas e em suas dinâmicas. Utilizando a automação para estimular áreas com oportunidades de melhoria e qualificação da mão de obra.

Em rápido desenvolvimento, estas tecnologias estão sendo adotadas pelas empresas através da priorização. Os gestores definem as áreas que mais necessitam de automação, seja pela melhoria dos resultados, como também pela otimização dos investimentos.

Permitindo não só uma maior velocidade para a escala do trabalho, a inteligência artificial pode contribuir igualmente com a identificação de oportunidades. No processamento de dados, muito mais ágil do que o executado pela força humana, e no estímulo da tomada de decisões autônoma.

As tecnologias irá tomar o lugar dos humanos?

Diferente do que muitos pregam por aí, estas tecnologias não irão tomar o lugar dos humanos. Mas sim, agregar aos procedimentos já existentes, tomando para si as tarefas de máquina, ou seja, as repetitivas. Possibilitando para as pessoas mais tempo – fator tão valioso nos dias de hoje – para se dedicarem a trabalhos que exigem mais do talento e da essência humana.

Criando assim um ecossistema equilibrado e colaborativo, que explore o melhor de cada “componente” envolvido (pessoas e máquinas).

Na segurança eletrônica, não é diferente. Hoje já existem diversos artifícios que tornam o controle, a ronda e a vigilância mais eficientes e com melhor custo-benefício.

Com o sistema de câmeras, é possível aplicar alguns tipos de automação que implicam na forma de acompanhamento e acionamento da emergência, quando necessário.

Mas antes do processo de implantação destes dispositivos, é importante ter alguns quesitos claros. Como quais são suas características e se valem a pena de acordo com o objetivo estabelecido.

O que são as rondas virtuais

As chamadas rondas virtuais são uma solução que veio para substituir o trabalho presencial dos vigias.

De forma remota, pode-se monitorar, por meio de câmeras, toda área desejada sem a necessidade de ter um profissional in loco. Evitando os possíveis riscos de uma situação de invasores armados, por exemplo. Na detecção de uma ocorrência, o vigia remoto aciona a polícia sem precisar se colocar na posição de combate.

A automatização das rondas permite monitorar até 100 câmeras em uma mesma tela, com registro de data e hora.

Neste sentido, a dinâmica das rondas virtuais pode ser um desafio. Imagine que um vigilante, em frente ao monitor, precisa estar atento a todas as telas simultaneamente. Se sua atenção não for extrema, algo pode passar despercebido. Ou seja, por mais capacitado que o profissional esteja, a ronda virtual é uma ferramenta vulnerável ao erro humano.

É possível também programar as câmeras para iniciarem e finalizarem as rondas em horários específicos. Neste ponto, também deve-se ter cuidado. Invasões e arrombamentos podem ocorrer em horários que estejam fora da programação pré-estabelecida, saindo do radar do sistema de segurança.

Agora, você pode estar se perguntando: então como posso aplicar um sistema de monitoramento de segurança que seja mais assertivo e à prova de falhas humanas? A resposta está na automação das câmeras de segurança.

Automação das câmeras de segurança – como funcionam?

Como apontamos no início deste artigo, a inteligência artificial aliada à automação tem colaborado muito para o aperfeiçoamento de processos na segurança. A automação das câmeras é um exemplo disso.

Uma vez que o objetivo é ficar cada vez menos refém de possíveis erros humanos, as chamadas câmeras inteligentes são um ótimo investimento. Muito mais eficientes, proporcionam uma infinidade de funções, facilitando o controle e a identificação de eventuais problemas.

As câmeras são integradas a processadores, que realizam a leitura de diversas informações em um curto espaço de tempo. Em questão de segundos, executam as etapas de busca e comparação de dados, emitindo em seguida uma notificação para a central de controle.

Podemos citar como as principais funcionalidades das câmeras inteligentes:

  • Alarme de intrusão: detecção de qualquer tipo de violação dentro da área protegida, que gera uma notificação para a central;
  • Controle de acesso: por meio de reconhecimento facial. O sistema detecta o rosto da pessoa e em seguida, faz a leitura da imagem. A identificação é realizada através da codificação de dados;
  • Sistema CFTV – Circuito Fechado de Televisão: sistema de câmeras muito utilizado em residências e estabelecimentos comerciais. De acordo com a necessidade de segurança, as imagens podem ser gravadas ou somente exibidas. O CFTV também pode realizar ações como disparo de alarmes, reconhecimento facial, acesso remoto via smartphone, e outras funções.

Estes sistemas podem ser acionados remotamente através de comando externo, ou acionados pela programação no sistema. Como disparo de sensor trava a porta, por exemplo.

Palavra do Especialista

Gilmar Wruck é Gerente Operacional do Grupo Segura e conhece bem os sistemas de automação de câmeras de segurança.

Bacharel em Economia com MBS e MBA na área da Gestão de Segurança Empresarial, Gilmar possui também certificação profissional em Segurança Internacional e Gestão da Segurança Privada.

Para Gilmar, a tecnologia se configurou como uma das maiores aliadas na área da segurança privada:

“Hoje as soluções tecnológicas oferecem resultados muito eficientes, permitindo a integração de sistemas e a troca de informações entre equipamentos de forma cada vez mais rápida e confiável. Permite também a análise de cenários e rotinas de locais dimensionados. Diante disso, existem softwares de análise de vídeo que se integram com câmeras, que por sua vez cobrem diversas áreas e possibilitam respostas mais rápidas no caso de alguma invasão perimetral, remoção de objetos, acessos indevidos, entre outras possibilidades.”

Fale com quem entende do assunto

A equipe Segura conta com profissionais altamente gabaritados, autoridades no segmento, para entregar projetos completos de segurança para sua casa ou empresa.

Com tantas opções oferecidas pelo mercado, é de suma importância contar com fornecedores que dominem as tecnologias. E assim definir qual melhor irá atender as necessidades de proteção e investimento.

Muito além do serviço de segurança, o Grupo Segura entrega inovação. Indo sempre além, para alcançar resultados efetivos. Pensando na solução como um todo, de forma completa.

Para que você fique mais tranquilo e confiante, oferecemos uma consultoria inicial sem custos, para entender qual a sua real necessidade de segurança. Entre em contato conosco e agende já a sua avaliação!

ebook tudo sobre segurança eletrônica para empresas

Sem comentários

Desculpe, mas o formulário de comentários está desativado.