O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Limpeza e Conservação  > Prós e contras dos robôs para limpeza
robôs para limpeza

Prós e contras dos robôs para limpeza

Todo mundo adora uma solução rápida e prática, e de preferência barata. Só que cumprir estes três requisitos não é algo muito comum. O mais provável é que  se esteja vendendo gato por lebre, ainda mais quando estamos falando de modismos. Será que os robôs para limpeza de casa são mesmo tudo o que se diz?

Novas tecnologias têm sido incorporadas a cada dia em nossas vidas em uma velocidade cada vez maior. Os robôs para limpeza de casas e escritórios são uma dessas promessas.

Utilitários inteligentes são realmente uma tendência no mercado, mas até que ponto vale investir pesado em uma máquina que está longe de fazer um serviço completo?

E mesmo que você invista em uma opção mais barata, será que o serviço desempenhado não seria facilmente substituível por uma rápida varridinha?

O intuito deste artigo é ir na contramão da propaganda deste tipo de equipamento, que julgamos ser superestimado.

Mais abaixo apontamos algumas razões para que você possa fazer uma escolha racional, expondo as vantagens, mas também as desvantagens dos robôs para limpeza.

Como funcionam os robôs para limpeza?

A maioria dos robôs para limpeza são fabricados especificamente para a limpeza leve da casa. Os mais conhecidos são os robôs que limpam o chão.

Eles são vendidos com a promessa de facilitar a rotina doméstica de quem passa o dia todo no trabalho. Basicamente eles funcionam como um misto de vassoura e aspirador, com sensores que localizam a sujeira mais visível.

Um modelo básico custa por volta de R$700,00. Os que possuem recursos mais avançados podem chegar perto de R$ 6.000,00.

Aspiradores robóticos são muito mais caros que aspiradores tradicionais, e por isso são destinados a nichos específicos de consumidores.

Hoje os que mais buscam estes equipamentos são os entusiastas de tecnologia e de novidades em geral. Não raro, isso é indício de que a empolgação inicial irá esgotar em pouco tempo, e o destino do robô será um canto escuro da casa.

Os prós: toda ajuda é bem-vinda

Todo mundo que gosta de praticidade aprova o serviço executado por robôs para limpeza. Afinal, eles são compactos, silenciosos e trabalham praticamente sozinhos.

Por serem leves, também são fáceis de serem transportados, podendo trabalhar em vários ambientes.

As baterias costumam ser bem parrudas, com horas de autonomia a cada recarga.

Para grandes áreas, a higienização não deixa nada a desejar, ao menos no caso dos modelos mais profissionais.

E por fim, eles são econômicos. Não por substituírem o trabalho humano (o que não acontece), mas pelo baixo consumo de energia.

Os contras: poupar esforço pode dar trabalho!

Para encontrar a casa limpa quando chegar do trabalho, ou o escritório limpo quando chegar para trabalhar, você precisará programar o seu robô.

A princípio não parece muito complicado, mas logo você irá perceber que precisa fazer ajustes no tipo de programa de limpeza. E fazer este tipo de coisa diariamente é algo digno somente dos mais pacientes…

Ok, mas se devidamente programado, o robô irá fazer tudo automaticamente, certo? Não exatamente. Você terá que limpar o filtro com frequência, frustrando seus planos de não colocar mais a mão em sujeira!

Outro ponto a ser observado é que muitos modelos vêm com um controle remoto. O que pode parecer uma vantagem mostra uma falha. Você terá que controlar o robô, “forçando” sua passagem por locais onde a sujeira não foi detectada. Ou levá-lo até locais de acesso mais difícil, como cantos de paredes ou bordas de tapetes.

Além disso, cabos elétricos, brinquedos e móveis podem dificultar ou impedir o funcionamento dos dispositivos, fazendo com que eles necessitem de uma “mãozinha”.  Uma simples mesa com cadeiras fará com que muitos espaços fiquem sem limpeza.

Também é necessário tomar cuidado para que o robô não entre em contato com a água. E se você tiver animais de estimação, já sabe que terá que redobrar a atenção para mantê-los afastados.

Sinceramente, são muitas tarefas manuais para um equipamento automatizado, não é mesmo?

Alguns tipos de robôs para limpeza

O sonho de consumo de quem quer um robô para chamar de seu são os da marca iRobot. Eles possuem escovas autolimpantes, navegação inteligente e programas em múltiplas etapas.

Através de um aplicativo e de uma conexão wi-fi, você pode agendar limpezas e acionar a câmera do robô. São muitos recursos tecnológicos para a simples tarefa de tirar o pó do chão.

Outros modelos, como os da marca Polishop, são equipados com luz ultravioleta, com a promessa de eliminar fungos, ácaros e bactérias.

Há muitos outros modelos no mercado, alguns com sensores infravermelhos, outros com sensores de ultrassom, muitos com panos e outros com comando de voz.

Janelas e piscinas

A marca Ecovacs produz um robô para a limpeza de janelas. Este sim é considerado um utilitário de respeito, pois elimina o risco de pessoas sofrerem quedas na tentativa de eliminar a sujeira do lado de fora.

Um verdadeiro parceiro dos donos e donas de casa e dos profissionais de limpeza, esse robô se fixa ao vidro para limpar toda a sua superfície.

Mas como nada é perfeito, o seu defeito é o mesmo dos colegas limpadores de chão. Ele não limpa nada além de poeira.

Já a iRobot desenvolveu um modelo capaz de remover sujeiras de piscinas, como folhas de árvores e outros resíduos, da parede até o fundo. E tudo isso enquanto filtra a água.

Novidades antigas

Você acha que os robôs para limpeza são uma grande novidade desta década? Pode retroceder ainda mais, pois eles já eram assunto no século passado!

De acordo com os pesquisadores Erwin Prassler e Arno Ritter, esse tipo de aparelho surgiu durante a década de 80.

Antes da virada do século eles já haviam identificado mais de 30 tipos de robôs para limpeza, tanto industrial quanto doméstica!

Portanto, se você gosta de novidades tecnológicas, talvez deva olhar para um outro lado, consultando especialistas no assunto.

Já se você simpatiza com a ideia de adotar soluções consagradas pelo teste do tempo, que tal contar com serviços profissionais de limpeza de quem vem atuando ao longo de 3 décadas?

 

Terceirização de serviços de limpeza