O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Condomínio  > Cerca elétrica e concertina ajudam na segurança do condomínio?
cerca elétrica

Cerca elétrica e concertina ajudam na segurança do condomínio?

De extrema importância para a segurança de um condomínio, cerca elétrica, concertinas, soluções estruturais e perimetrais, implantadas bloqueiam a ação de invasores

A cerca elétrica pode ser uma grande aliada da segurança condominial. Mas para saber o nível da sua eficácia, é preciso entender os tipos, formatos e aplicações que melhor se enquadram na estrutura da sua propriedade.

Antes de mais anda, é necessário ter em mente quais serão os métodos de segurança estrutural e perimetral que são viáveis e fazem sentido para o condomínio.

Muito além de um simples elemento da construção, estes métodos precisam ser eficazes para o combate e prevenção da segurança dos inquilinos.

Compreendem todos os tipos de barreiras para proteção do local, impedindo a ação externa, como por exemplo, invasores, bandidos e entrada de terceiros.

As barreiras estruturais englobam muros, cercas e também grades.

Já as barreiras perimetrais compreendem também os artifícios digitais de segurança – como câmeras de vigilância, alarmes e sensores, por exemplo.

E também os psicológicos (como, por exemplo, as placas de “Proibida Entrada”).

Você pode estar pensando que esta escolha depende somente do nível de investimento disponível.

Mas o projeto de segurança do seu condomínio precisa levar em consideração ações estratégicas que garantam total desempenho e eficácia.

Cercas elétricas como medida de segurança em condomínios

Usualmente utilizadas em cima de muros e portões, às cercas elétricas ocasionam choques de 8.000 a 21.000 volts. É feita de fios de aço e isoladores, interligados por hastes.

Sua voltagem não tem a capacidade de matar. Mas, irá causar um grande incômodo capaz de inibir a ação de ladrões e invasores.

O aconselhado é que possua fios em diferentes locais e alturas da área onde a cerca está instalada. Isto irá garantir ainda maior segurança para o condomínio.

Há também a opção das cercas com alarmes e/ou monitoramento via central de segurança.

Diante destas informações, você ainda pode estar em dúvida se esta solução é a alternativa ideal.

Por isso, listamos a seguir benefícios em adotar a cerca elétrica como estratégia de segurança:

Vantagens da cerca elétrica

Como fica o custo benefício? Por ser um artigo que exige pouca manutenção, as cercas elétricas são ótimos investimentos de longo prazo. É importante ficar sempre atento ao período de garantia.

Existe a opção de cercas com alarmes e/ou monitoramento via central de segurança. Nestes casos, o alarme é disparado toda vez que a cerca elétrica for ativada.

Se estiver interligada a uma central, acionará a empresa de segurança responsável, ou irá disparar uma ligação para o celular de um responsável.

Como é o funcionamento por bateria? As cercas elétricas podem funcionar por até 15 horas sem energia elétrica, por meio de bateria. Ou seja, esta é uma ótima vantagem para os dias que ocorrerem quedas de energia, por exemplo.

Cuidados ao instalar a cerca elétrica

É importante estar ciente dos procedimentos a serem seguidos para a instalação correta das cercas elétricas.

A Lei nº 13.477, de 30 de agosto de 2017, define os “cuidados e procedimentos que devem ser observados na instalação de cerca eletrificada ou energizada em zonas urbana e rural”.

O proprietário ou síndico responsável pode ser penalizado, por meio de multa, caso as orientações não sejam obedecidas.

Confira alguns trechos da lei, retirados do Art. 2º:

I – o primeiro fio eletrificado deverá estar a uma altura compatível com a finalidade da cerca eletrificada;

II – em áreas urbanas, deverá ser observada uma altura mínima, a partir do solo, que minimize o risco de choque acidental em moradores e em usuários das vias públicas;

III – o equipamento instalado para energizar a cerca deverá prover choque pulsativo em corrente contínua, com amperagem que não seja mortal, em conformidade com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT);

IV – deverão ser fixadas, em lugar visível, em ambos os lados da cerca eletrificada, placas de aviso que alertem sobre o perigo iminente de choque e que contenham símbolos que possibilitem a sua compreensão por pessoas analfabetas;

V – a instalação de cercas eletrificadas próximas a recipientes de gás liquefeito de petróleo deve obedecer às normas da ABNT.

Cercas de concertina

Se você não conhece a cerca concertina, saiba que esta pode ser grande aliada da segurança, juntamente com as cercas elétricas.

Constituída de aço, possui pontas afiadas que podem cortar e perfurar o invasor que tentar ultrapassá-la.

Com variações em sua estrutura, a cerca concertina é produzida em alguns modelos, com características diferentes:

  • Concertina simples: possui este nome, pois sua estrutura é mais básica, com menos espiras. Entretanto, suas lâminas cortantes mantêm a mesma ação que os demais modelos.
  • Concertina dupla clipada: este tipo de cerca é interligada por clips de aço, que aproximam as espiras maximizando a proteção.
  • Concertina flat: como diz o próprio nome, possui uma estrutura plana, tornando-se ideal para instalação acima de portões.
  • Concertina eletrificada: esta solução une a cerca elétrica à configuração da cerca concertina, potencializando a segurança.

A instalação da cerca concertina é mais delicada devido às lâminas que podem ferir gravemente.

Por isso, o profissional que executar este trabalho deve estar equipado com luvas especiais e também óculos de proteção (seguindo o protocolo do uso de EPIs).

Destacamos aqui que, ao tomar a decisão da instalação deste tipo de cerca, deve-se consultar as orientações que constam nas leis do seu município.

Somente as barreiras físicas resolvem?

Quando pensamos no conceito da segurança perimetral, entendemos melhor como a proteção deve ser formada por um conjunto de soluções. E não por ações isoladas.

Os artifícios estruturais são, sem dúvida alguma, de suma importância. Mas devem estar atrelados à tecnologia para uma maior eficácia.

As barreiras tecnológicas são grandes aliadas. Sistemas de vigilância por vídeo, alarmes e monitoramento 24h podem proporcionar um controle muito maior em relação ao ambiente.

Desta forma, os recursos trabalham juntos, de forma inteligente e integrada. Isso possibilita uma maior tranquilidade e confiabilidade em relação aos resultados.

Conheça os serviços de segurança eletrônica do Grupo Segura, especialista no ramo há mais de 25 anos, com uma infraestrutura completa para proteger o seu patrimônio.

25 falhas comuns para comprovar que você não está seguro