O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança para Residências  > Como manter sua casa segura nas férias
casa segura nas férias

Como manter sua casa segura nas férias

As férias de verão são motivo de alegria para a família toda, mas sempre tem alguém que fica preocupado por deixar a casa sem ninguém pra cuidar.

Todo ano é a mesma coisa, e a pergunta também é sempre a mesma: como manter a casa segura nas férias?

A resposta não é sempre a mesma, pois a cada ano surgem novidades no mercado de segurança patrimonial. Da mesma forma, os criminosos se aprimoram e sempre inventam novas formas de invadir propriedades desprotegidas.

Por isso elaboramos uma lista atualizada, mas que ainda tem algumas medidas tradicionais de segurança que evitarão que sua residência se transforme em alvo fácil para os ladrões.

Esperamos que este artigo te deixe um pouco mais tranquilo, e com menos chances de ter uma surpresa desagradável na volta para casa. Leia, guarde com você e compartilhe estas informações. Quanto mais gente se preocupar com a segurança, mais seguro ficará o ambiente de cada um.

10 dicas para manter sua casa segura nas férias

Se tem uma coisa que pode estragar as férias de uma família é a preocupação. A casa vazia por um período mais longo traz uma insegurança difícil de ignorar. A preocupação é natural, mas felizmente ela pode ser amenizada.

Para que todo mundo se divirta com tranquilidade e tenha o merecido descanso, deixando a casa segura nas férias, confira as dicas essenciais logo abaixo.

Informe porteiros e vigilantes

Se contar com estes profissionais em seu condomínio ou residência, avise-os de sua viagem e desautorize qualquer tipo de visita neste período. Se a casa tiver algum sistema de segurança, deixe as senhas com alguma pessoa de confiança para que ela possa verificar alguma eventual ocorrência.

Alerte um único vizinho

É importante avisar um vizinho de confiança, e apenas um, para que fique atento a movimentações estranhas. Mas também reforce que ele não deve repassar a informação de que sua família estará ausente. E não esqueça de deixar ao menos um telefone de contato para que ele possa se comunicar com você caso aconteça alguma coisa.

Não deixe a correspondência acumular

Deixe com seu vizinho, com o porteiro ou com algum familiar uma cópia das suas chaves para que recolha a correspondência e os jornais e revistas. A papelada acumulada na entrada da casa denuncia que ali dentro não há ninguém. Cancele o que puder, como assinaturas e boletos impressos.

Cuidado com o que você posta

Muito cuidado com o que você publica em redes sociais. As informações são públicas, e pessoas mal-intencionadas, além de saberem que sua família não estará em casa, também saberão onde vocês estão, colocando sua família em risco.

Não deixe as luzes acesas

Luzes sempre apagadas chamam a atenção, mostrando que a casa está vazia durante a noite. Porém, luzes acesas durante o dia causam o mesmo efeito. Por isso, se possível instale temporizadores em algumas das luzes. Programe o acendimento para o início da noite e o desligamento para o horário em que normalmente sua família vai dormir.

Desligue aparelhos eletrônicos

Retire todos os aparelhos eletrônicos e elétricos das tomadas para evitar curto-circuitos e sobrecargas. Além do risco de perder os aparelhos, há um risco real de princípio de incêndio em caso de tempestades com raios. Feche também os registros de água e gás. Uma casa segura nas férias não tem a ver só com prevenção a roubos e outros crimes.

Esvazie a geladeira

Consuma todos os produtos da geladeira antes de viajar. Se não puder, leve para a casa de algum parente, vizinho ou mesmo com você na viagem. O que ficar pode acabar estragando em caso de queda de energia.

Quem já sentiu o mau-cheiro se arrepende de não ter tomado esse cuidado. Além disso, o cheiro também chamará a atenção de qualquer pessoa que passe por perto. Em alguns casos, isso justificará o arrombamento da sua casa.

Deixe o cadeado do portão para o lado de dentro

Esta dica é surpreendente, apesar de óbvia. Um cadeado trancando o portão pelo lado de fora indica que não há ninguém do lado de dentro. Faça o possível para trancar pelo lado de dentro. Se não for possível, muitas vezes é melhor dispensar o cadeado, principalmente se os muros ou cercas não forem tão altos. Tranque também as portas e janelas com trincos e fechaduras e feche cortinas e persianas.

Desative a campainha

Desligue a campainha para que ladrões não a usem em horários diferentes. Eles fazem isso para se certificarem de que não há ninguém em casa. Se não ouvirem o toque, não saberão se a campainha está com defeito ou se não há ninguém em casa.

Não deixe dinheiro e joias em casa

Apesar de não ser uma medida para evitar intrusões e furtos, ela evita que o prejuízo seja maior nestes casos.

Uma dica extra para deixar seu lar ainda mais protegido

Todas estas dicas servem para você ficar um pouquinho mais tranquilo. Mas bom mesmo seria poder ficar de olho na sua casa, mesmo estando longe. Pois saiba que isso é possível!

Sistemas de segurança residenciais podem ser conectados a celulares e tablets, permitindo que você monitore sua casa remotamente.

Diversas câmeras possuem aplicativo próprio compatível com Android e iOS. A câmera fica conectada ao wi-fi da casa e as imagens captadas podem ser acessadas em tempo real a partir de um smartphone com acesso à internet.

Algumas marcas permitem monitorar até quatro câmeras simultaneamente. Com alta definição de imagens, elas permite, a identificação de pessoas mesmo durante a noite.

Além disso, não é necessário monitorar as câmeras o tempo todo. Um sistema inteligente dispara um alerta em caso de movimentação estranha, identificando invasões.

Para monitorar a área externa, existem câmeras resistentes a água e intempéries, com as mesmas funções. Mas e se algo acontecer, de que adianta ter acesso às imagens?

Primeiro, porque é possível identificar criminosos. Assim você pode acionar a polícia e tentar localizá-los mesmo dias após o crime ocorrido.

Em segundo lugar, além de você ter acesso às imagens, também é possível contar com um serviço de monitoramento. Desta forma, se houver alguma ocorrência, uma equipe se deslocará até o local para averiguar e resolver o problema.

Com soluções simples assim, o Grupo Segura pode ajudar você a deixar de se preocupar, mantendo sua casa segura nas férias. E por um preço acessível, vai sobrar dinheiro para você já ir pensando em investir nas suas próximas férias!

 

25 falhas comuns para comprovar que você não está seguro