O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança para Residências  > Férias: fique alerta para proteger as crianças dos perigos domésticos
perigos domésticos

Férias: fique alerta para proteger as crianças dos perigos domésticos

Não deixar à mostra objetos que a criança possa escalar e proteger as tomadas são algumas das medidas recomendadas.

Quem tem filhos sabe que as crianças têm energia para dar inveja a qualquer um. Por isso, um lar com crianças precisa ser pensado para garantir a segurança dos pequenos, mantendo-os longe dos perigos domésticos.

Nessa tarefa, ser precavido nunca é um exagero. Estar atento à criança e ter em casa alguns itens de segurança pode ajudar a criar um ambiente mais seguro.

O que você pode fazer para manter os pequenos longe dos perigos domésticos

As crianças são ativas e curiosas. Isso é algo natural e faz parte do aprendizado ajudando para que elas desenvolvam os seus sentidos e habilidades. Todavia, essas características também as deixam mais vulneráveis aos perigos, principalmente os domésticos.

De acordo com dados da ONG Criança Segura sufocamentos, queimaduras, quedas e intoxicações são as principais causas de morte entre crianças de 0 a 14 anos em acidentes domésticos.

Aparelhos elétricos, tomadas, escadas e janelas despertam a atenção dos pequenos e por isso pedem atenção redobrada. A criança, especialmente até os quatro anos de idade, não tem noção do perigo e muitas vezes a curiosidade fala mais alto.

Por isso, é papel dos adultos orientar sobre os perigos e dificultar o acesso dos pequenos à objetos e ambientes que possam oferecer algum risco.

Todos os ambientes da casa podem representar riscos

Estar dentro de casa é considerado por muitas pessoas um local seguro. Entretanto, essa tolerância aos riscos e segundos de descuido podem levar a graves acidentes.

A cozinha, a lavanderia, banheiros, escadas e sacadas pedem mais atenção. Ainda assim, não se pode subestimar e perder o foco na criança em nenhum dos ambientes da casa. Afinal, quase todos os objetos podem apresentar algum grau de risco, uma vez que a criança ainda é frágil e não faz distinção entre o que é lúdico e o real.

Por isso, a supervisão dos adultos deve ser constante. Proteger as crianças, orientando o comportamento delas com conversas e bons exemplos é papel dos pais e responsáveis e deve estar no topo das prioridades.

Dicas práticas que reforçam a proteção das crianças

Tornar pequenas atitudes um hábito diário pode ajudar que as crianças se machuquem e até mesmo salvar vidas. Fique alerta para proteger as crianças dos perigos domésticos.

Na cozinha

Um dos maiores perigos da cozinha está no fogão. Por curiosidade as crianças são levadas a mexer nas panelas e botões do fogão, podendo levar a queimadura e a inalação de gás.

Para evitar acidentes, mantenha os cabos das panelas sempre virados para dentro e mantenha o registro do gás desligado. Muito cuidado também com as gavetas e objetos cortantes e pequenos que possam haver no seu interior,como facas e garfos.

Ainda assim, evite que a criança chegue perto desse ambiente. Grades de segurança podem ser usadas entre os batentes das portas e também entre paredes, além de travas nas gavetas.

Na lavanderia e banheiros

Ferro de passar, medicamentos, produtos de limpeza e químicos são um perigo para as crianças. Por isso, precisam ser armazenados fora do alcance delas, de preferência em suas embalagens originais e sempre em lugares altos ou em gavetas trancadas. Nunca próximos a alimentos e bebidas.

Muito cuidado também se o ambiente estiver molhado, o piso escorregadio pode gerar inúmeros acidentes. Coloque tapetes antiderrapantes nestes locais.

Além disso, não deixe baldes com água ao alcance da criança, nem tampouco que ela fique sem a sua supervisão em banheiras e piscinas. Saiba que 2,5cm de água são suficientes para que uma criança se afogue.

Outros ambientes

Além dos ambientes já citados é importante deixar toda a casa segura para as crianças. Isso inclui mais algumas recomendações:

  • Instale grades ou telas de proteção nas janelas e sacadas. Portas de vidro devem ser sinalizadas
  • Coloque portões no último degrau das escadas para evitar o acesso das crianças
  • Evite cortinas com puxadores e pendentes, pois eles podem causar asfixia
  • Esconda a fiação e não deixe fios e cabos ao alcance dos pequenos. Também não divida a tomada com mais de um eletrodoméstico
  • Posicione sofás e cadeiras longe das janelas
  • Evite móveis com rodinhas, com cantos pontiagudos e com espelhos
  • Tenha cuidado com plantas tóxicas e pontiagudas, não trazendo-as pra dentro de casa
  • Atente-se também aos brinquedos. Siga a recomendação do fabricante com relação a idade e confie apenas naqueles com selo do INMETRO.

Seguindo essas recomendações e mantendo os pequenos sob supervisão constante de um adulto você pode aumentar a segurança das crianças para que elas fiquem longe dos perigos domésticos. Esperamos ter ajudado! Até a próxima!