O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança para Empresas  > Por que câmeras e alarmes de monitoramento não garantem a segurança do seu patrimônio?
Por que câmeras e alarmes de monitoramento não garantem a segurança do seu patrimônio?

Por que câmeras e alarmes de monitoramento não garantem a segurança do seu patrimônio?

Câmeras e alarmes de monitoramento são relevantes, desde que, dimensionadas da forma correta e ajam de forma combinada com processos eficientes e pessoas habilitadas.

A segurança é um somatório de medidas de proteção e de ação que visa resguardar a integridade física e moral das pessoas e proteger patrimônios.

Para que este sistema protetivo funcione adequadamente ele precisa ser visto no coletivo.

Ser capaz de inibir, impedir, detectar e comunicar uma ocorrência para eliminar ou reduzir os riscos, presentes ou potenciais.

Sob esta ótica, ancorar a segurança do seu patrimônio, usando apenas câmeras e alarmes de monitoramento pode não ser muito efetivo. E você vai entender o porquê.

Te convido a parar por alguns instantes e se questionar sobre isso.

Essa reflexão certamente vai te ajudar a enxergar as questões que envolvem a segurança de um jeito diferente. Mais criterioso e visto no conjunto. Acompanhe.

Câmeras e alarmes de monitoramento são apenas a ponta do Iceberg

Câmeras e alarmes de monitoramento são sistemas de segurança eletrônica que tem função preventiva.

Elas levam em conta o fator psicológico das pessoas, de forma a dissuadir a ação criminosa de cometer o delito.

Afinal, reconhecer visualmente ou com avisos sonoros que o ambiente está protegido, pode desestimular que o crime aconteça.

Mas, junto destes equipamentos é preciso pensar em outras medidas, que ajudem a reforçar estes princípios e a fazer com que a proteção seja realmente efetiva.

Caso contrário, outros pontos de vulnerabilidade podem ser identificados pelos bandidos.

Em casos como estes, barreiras são facilmente rompidas e muitos delitos podem vir a acontecer, como arrombamentos, furtos, roubos ou casos ainda mais graves.

Equipamentos mal dimensionados ou falhos deixam ambientes desprotegidos

Além de camuflarem outros pontos também vulneráveis nos ambientes, câmeras e alarmes de monitoramento podem esconder falhas.

Problemas que podem estar em defeitos do próprio equipamento, ou ainda, no dimensionamento qualitativo e quantitativo dos aparelhos.

É por isso que, cercar-se de equipamentos eletrônicos de segurança, sem uma análise de riscos e um projeto de segurança bem feito é um recurso pouco eficiente.

Usuários comuns dificilmente reúnem as habilidades necessárias para isso. Por isso, o melhor a se fazer é buscar ajuda especializada.

Uma equipe treinada, com conhecimentos que lhe permitem entender o pensamento criminoso e habilidades para agir em caso de uma emergência é uma escolha estratégica. Pense nisso!

A proteção também preconiza criar barreiras físicas

Como relatei anteriormente, um sistema de segurança efetivo, deve ser capaz de inibir, impedir, detectar e comunicar uma ocorrência.

Por isso, a proteção precisa ser pensada em camadas.

Além de câmeras e alarmes de monitoramento, é preciso criar barreiras que dificultem o acesso a ambientes que exigem maior proteção.

Falo de procedimentos e equipamentos de segurança como cercas elétricas, concertinas, portões eletrônicos, fechaduras, equipamentos blindados entre outros.

Tudo para aumentar a proteção e deixar os ambientes menos vulneráveis ao fator humano.

O sistema precisa gerar respostas quando detectada uma situação de risco

Bons sistemas de segurança devem permitir que respostas ágeis e tomadas de decisão assertivas sejam tomadas em casos de emergência.

Por esta razão, câmeras e alarmes de monitoramento devem fazer parte de um sistema interligado a uma central.

Um complexo equipado e supervisionado por especialistas que sejam capazes de atender prontamente e da forma correta

Essa reação poderá acontecer de duas formas, direta ou indiretamente.

No primeiro caso, uma equipe de vigilância (armada ou não) pode intervir e agir contra os invasores.

Outra hipótese é o acionamento de um apoio remoto, que com procedimentos pré-definidos, pode acionar os órgãos responsáveis para irem até o local.

Independentemente da tática utilizada é importante que se delegue estas funções para uma empresa especializada, com o objetivo de proteger os mais diversos tipos de ambientes.

E isso é uma coisa que não se compra em balcão. Experiência e conhecimento se adquire com tempo e dedicação.

E são eles que farão a diferença na instalação de câmeras e alarmes de monitoramento e de qualquer outro sistema, prescrito de acordo com o objetivo e a necessidade de cada cliente.

saiba mais sobre segurança eletrônica

Grupo Segura

Empresa de segurança privada e serviços de terceirização. Atuamos há mais de 20 anos no mercado, garantindo o melhor atendimento, através de profissionais treinados e capacitados, prontos para lhe atender.