O Grupo Segura está com você
Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Segura, bem como asseio e conservação, e terceirização de serviços administrativos.


Blumenau

SEGURANÇA PRIVADA
Rua João Pessoa, 3.152
CEP 89036-004
47 3035 8009

SERVIÇOS
Rua Dr. Antônio Haffner, 389<br/>
CEP 89036-640<br/>
47 3035 4000

365 dias por ano

Atendimento 24 horas por dia

47 3035 8000

contato@gruposegura.com.br

Topo
 
Grupo Segura > Segurança para Residências  > Alarmes para portas e janelas são suficientes para manter sua casa em segurança?
Alarmes para portas e janelas são suficientes para manter sua casa em segurança?

Alarmes para portas e janelas são suficientes para manter sua casa em segurança?

Entenda o que um criminoso considera antes de invadir uma casa, para avaliar se alarmes para portas e janelas são suficientes para manter o seu patrimônio em segurança.

A violência é algo que tem se tornado constante nas cidades. Para manter-se longe de problemas, a escolha dos métodos de proteção faz uma grande diferença.

Entretanto, antes de pensar nas soluções para que a segurança seja ampliada, é preciso avaliar a origem dos problemas.

Rastrear os pontos de vulnerabilidade e os riscos que o ambiente está exposto, para daí sim, criar mecanismos de respostas, que sejam os mais eficazes.

Com estas questões em mente, sugiro voltarmos à nossa questão inicial: será que alarmes para portas e janelas são instrumentos suficientes para manter sua casa protegida?

É muito provável que não. Mas, se você ainda tem alguma dúvida sobre isso, continue sua leitura.

Levantei algumas questões para te fazer refletir sobre como os bandidos planejam os seus crimes e escolhem os seus alvos.

Entendendo como funciona o pensamento criminoso, ficará mais fácil para você fazer com que os bandidos fiquem longe da sua casa.

Ao chegar nessas conclusões certamente você será mais assertivo na escolha dos sistemas de proteção para sua residência. Utilize os pontos a seguir como os seus guias.

Entenda o que observam e como os bandidos planejam os seus ataques a residências

Foi-se o tempo em que as invasões a residências eram cometidas por ladrõezinhos que escolhiam o alvo mais vulnerável. Entravam em residências vazias e levavam meia dúzia de objetos.

Os criminosos hoje estão mais organizados e agressivos. Ainda assim, seguindo algumas regras é possível manter sua casa longe destes crimes.

O primeiro passo é entender como funciona o pensamento criminoso, e como eles planejam os seus ataques. Saiba como se antecipar para ficar longe de problemas.

Moradores desatentos e suas rotinas

A sensação de chegar em casa é relaxante. E isso faz com que os moradores, muitas vezes, percam o foco na sua segurança.

Desatentos, acabam não percebendo que suspeitos podem estar rondando o seu imóvel. Ou pior.  Podem permitir que criminosos entrem pelos portões de casa, sem que, sequer, sejam percebidos.

Para reforçar sua segurança, restrinja o acesso às suas informações pessoais nas redes sociais e mude seus horários com frequência.

Sincronize os alarmes para portas e janelas com aplicativos para o seu celular. Assim você pode monitorar tudo o que acontece na sua casa, a distância.

Tempo para que o roubo seja bem sucedido

Alvos mais vulneráveis são também aqueles que permitem que os bandidos tenham mais tempo para realizar com sucesso o seu crime.

Com isso, tudo o que possa facilitar a entrada dos bandidos será visto como uma oportunidade.

Portas destrancadas ou fáceis de serem arrombadas, casas com muros fáceis de escalar, terrenos baldios ou com objetos que facilitem a entrada sempre estão no radar. Fique atento e crie diferentes camadas de proteção para dificultar o acesso à sua residência.

Regiões com rotas de fuga

Bandidos dão preferência por casas onde a possibilidade deles saírem ilesos do seu crime é maior.

Isso faz com que as regiões com pouca presença policial e com rotas de fuga se tornem alvos convidativos.

Neste caso, ter uma boa relação com seus vizinhos, pode ajudar. Firme uma rede de proteção, para que todos fiquem atentos ao que acontece ao seu redor. Ao perceberem qualquer movimentação suspeita, ficará mais fácil acionar a polícia.

Alarmes para portas e janelas mal dimensionados

Em momento nenhum esqueça que você não está lidando com simples ladrõezinhos. Os bandidos que escolheram uma casa como alvo, não fizeram isso por acaso.

Portanto, manter em casa alarmes para portas e janelas inoperantes ou mal dimensionados faz de você um alvo preferencial.

Afinal, estas falhas não passarão despercebidas aos olhares destes bandidos. Certifique que seus equipamentos estejam adequados ao ambiente para o qual foram concebidos e mantenha suas funções operantes.

Casas que parecem fortalezas

Muitas pessoas também podem pecar pelo excesso. Ao transformarem suas casas em verdadeiras fortalezas, podem criar uma falsa sensação de segurança. E morar em uma penitenciária particular pode ser muito nocivo.

Muros enormes, arbustos encobrindo a fachada e barreiras físicas usadas em lugares inadequados, ao invés de ajudar, protegem o ladrão enquanto ele está dentro de casa.

Para evitar cair nesta armadilha, lembre-se que uma visibilidade mínima garante naturalmente mais segurança. E que nenhum equipamento de segurança eletrônico é bom o suficiente, se estiver agindo de forma independente.

O monitoramento, os processos e as pessoas envolvidas são fatores determinantes para que a segurança seja efetiva.

Por isso, se você quiser ir além, considere contratar a ajuda especializada para fazer o reconhecimento dos pontos vulneráveis que possam existir na sua residência. O Grupo Segura tem uma equipe treinada e capacidade para fazer este reconhecimento e entrar em ação.